Alunos de escolas públicas atendidas pela FDG, em BH, terão acesso a partir desse segundo semestre a uma nova ferramenta educacional que possibilitará o aprendizado da matemática por meio de jogos.

Depois de um merecido descanso é hora de retomar os estudos para finalizar o ano letivo com sucesso. E um dos principais desafios para grande parte dos estudantes é o aprendizado da matemática, que chega a ser motivo de tormento e dificuldade para muitos alunos. Mas, o uso de uma ferramenta educacional de ponta auxilia na compreensão dessa disciplina e ajuda crianças e jovens a vencerem esse desafio de um jeito mais fácil e divertido.

O Mangahigh é um dos primeiros sites do mundo a oferecer conteúdo didático de forma lúdica. O recurso possibilita o aprendizado por meio de jogos, que desenvolvem no estudante o raciocínio lógico mais rápido e o interesse pelas ciências exatas. O uso da tecnologia possibilita que os alunos tenham melhor compreensão da disciplina e encarem os jogos como desafios, tornando o aprendizado mais prazeroso. Além disso, a equipe pedagógica e os professores podem acompanhar o desempenho dos alunos por meio de gráficos e relatórios.

A plataforma, desde 2012 no Brasil, disponibiliza conteúdos programáticos baseados em atividades gamificadas. De acordo com Toby Rowland, CEO e fundador da MangaHigh.com, a ferramenta é muito popular nos EUA, Reino Unido e Austrália, países onde o acesso gira em torno de 1 milhão de usuários por mês. A ferramenta é também utilizada por mais de 5.000 escolas em mais de 100 países.

Uso da ferramenta por alunos de escolas públicas de BH

A novidade é que, a partir desse segundo semestre de 2016, a Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG) disponibilizará o MangaHigh, em um projeto piloto para 1.560 alunos do Ensino Fundamental I, de três escolas públicas. Essa ação só se tornou possível devido ao convênio de cooperação técnica da FDG com o Colégio Loyola firmado em 2015. “Será uma ótima oportunidade de poder compartilhar essa experiência com o público do nosso Projeto”, disse Maria Helena Godoy, coordenadora dos projetos educacionais da FDG.

O Colégio já utiliza o Mangahigh desde 2013 com seus estudantes, e o objetivo é proporcionar aos alunos do 2º ao 9º Ano do Ensino Fundamental o contato com a tecnologia que serve de estímulo para o aprendizado. Para as escolas parceiras da FDG será uma excelente oportunidade para que as famílias conheçam essa inovação tecnológica em benefício dos alunos. Em paralelo, essa iniciativa propiciará também a aproximação e o acompanhamento da vida escolar dos filhos, na medida em que pais e filhos poderão se exercitar brincando.

Os professores de matemática já estão sendo capacitados, nas escolas, pelo Colégio Loyola. O treinamento começou em junho e vai até agosto. Já os alunos serão cadastrados para terem livre acesso ao conteúdo da plataforma, dentro e fora da escola. “As parcerias e convênios firmados pela FDG acrescentam muito conhecimento de gestão para as escolas que estão engajadas em melhorar o ensino no país. Tanto escolas quanto a FDG têm consciência que um país só se torna grande por meio do caminho da educação. Esse propósito é o que une escolas e FDG”, garantiu Maria Helena Godoy.