Minas fica entre os estados com melhores notas no Índice de Educação à Distância, segundo a FGV

Ontem, 18/02, a Fundação Getúlio Vargas divulgou o resultado de uma avaliação que analisou a eficiência dos programas de educação pública remota dos estados e capitais brasileiros, durante a pandemia da COVID-19. Na avaliação, Minas Gerais se destacou entre os melhores índices do País alcançando a nota 5,83.

Consideramos o Estado de MG campeão. É um resultado auspicioso, se considerarmos as
condições socioeconômicas, grande extensão territorial e diferentes realidades regionais de MG.

Diante da suspensão das aulas presenciais, como medida de prevenção da disseminação da Covid-19, a Secretaria de Educação do Estado, acertadamente, formulou os PETs – Planos de Estudos Tutorados, uma das ferramentas do REANP – Regime Especial de Atividades Não Presenciais, ofertado aos alunos da rede pública como alternativa para a continuidade no processo de ensino e aprendizagem. Rapidamente, a FDG adaptou o seu sistema gerencial, A GIDE Avançada, ao modelo remoto, para auxiliar e engajar a comunidade escolar a superar os desafios do novo modelo de aulas não presenciais. 

Com a necessidade da utilização de ferramentas tecnológicas, também foi preciso instruir os educadores a usá-las. Diante disso, a Equipe da FDG promoveu 8 webinares, para difundir o uso do YouTube, WhatsApp, Telegram, Instagram, Facebook,  Power Point, Google Formulários, Tik Tok, Google Meet, Zoom, Teams, dentre outros, para produção e divulgação de aulas e orientações aos estudantes e famílias. 

Os webinares foram utilizados também para reforço dos conceitos gerenciais. Foram   difundidos para todo o País, com milhares de visualizações e vêm ajudando muitos educadores. Estão disponibilizados, gratuitamente, no site da FDG www.fdg.org.br/webinares/

Minas Gerais foi o Estado que mais utilizou e tem utilizado o ferramental divulgado, que  auxilia no ensino remoto. Enquanto várias redes no País nada fizeram ou fizeram muito pouco, MG venceu o desafio do ENSINO REMOTO, uma vez que 100% das escolas inovaram suas práticas docentes com o uso das tecnologias difundidas.  Não há dúvida de que, depois dessa experiência tão gratificante e enriquecedora, a Educação não será a mesma. Demos um salto de qualidade, aproximando-nos da Educação 4.0. 

Cumprimentamos a Secretária Júlia Sant’Anna, pelo descortino de suas ideias, redundando em uma gestão tão profícua, e a Equipe da FDG pela dedicação e compromisso com a causa da Educação.

Compartilhe!

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp