Cerimônia de Assinatura dos Convênios 2017: renovação do investimento na educação

Cerimônia de Assinatura dos Convênios 2017: renovação do investimento na educação

Hoje, pela manhã, a Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG) promoveu a Cerimônia de Assinatura para renovação dos convênios com as escolas públicas que implementam a metodologia de Gestão Integrada da Educação (GIDE). Além das escolas públicas, a Fundação renovou os contratos com a Empresa de Cimentos Liz (patrocinadora do projeto na Rede Municipal de Educação de Vespasiano, onde está localizada a cimenteira) e com o Colégio Loyola (instituição da Rede Jesuíta de Educação que implementa a GIDE Avançada). O evento foi realizado no Max Savassi Hotel e contou com a participação da equipe da FDG e conveniados.

O encontro é a consolidação do compromisso com a educação entre as partes, sendo também um marco para o planejamento dos trabalhos que virão no ano.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Empresa de Cimentos Liz e o Colégio Loyola renovaram a parceria.  “A equipe da Secretaria de Educação de Vespasiano já demonstrou resultados expressivos. O Planejamento Estratégico da Rede visa elevar o patamar de desempenho dos alunos da Rede. A expectativa é de que em breve os resultados comecem a se consolidar na comunidade escolar. A Cimentos Liz acredita na mudança social por meio da educação”, declara Renata Oliveira, Chefe da Divisão de Comunicação da Empresa de Cimentos Liz.

Escolas e redes de ensino que buscam a metodologia GIDE como ferramenta gerencial têm alcançado melhorias significativa no desempenho dos alunos. A pedagoga e especialista em gestão, Maria Helena Godoy, assegura que investir na educação é promover um futuro melhor para todos. “Alunos, pais, professores e educadores em geral sabem que os Municípios precisam atingir índices mais elevados de qualidade no ensino. O aluno que aprendeu o esperado, no tempo certo com qualidade, com certeza conseguirá melhores oportunidades para a vida. As empresas que investem em educação sabem que, com a comunidade escolar melhor preparada, há mais chance desses alunos continuarem os estudos, e num futuro próximo, a mão-de-obra local já estará mais qualificada para ser contratada no próprio Município”.

Ganho para todos

A expectativa da FDG é dar continuidade à transferência do conhecimento gerencial, com o propósito de que as escolas e Redes possam assimilar esse aprendizado e perpetuar a gestão educacional nas instituições. “As parcerias firmadas pela FDG acrescentam muito conhecimento para as escolas que estão engajadas em melhorar o ensino no país. Tanto escolas quanto a FDG têm consciência que um país só se torna grande por meio do caminho da educação. Esse propósito é o que une escolas e FDG”, garantiu Maria Helena Godoy.

Profissionais da educação das escolas parceiras da FDG participaram da última edição do Dia De Formação – DDF/2016

Profissionais da educação das escolas parceiras da FDG participaram da última edição do Dia De Formação – DDF/2016

Diretoras, professores e gestores das escolas estaduais Padre João Botelho e Presidente Antônio Carlos, parceiras da Fundação de Desenvolvimento Gerencial – FDG, participaram hoje do Dia De Formação – DDF. O evento fechou o ciclo de encontros desse ano promovido pelo Colégio Loyola, por meio do convênio de cooperação técnica firmado com a Fundação.

DDF tem o objetivo de proporcionar às equipes das escolas envolvidas um dia de motivação, identidade e potencialização da missão educativa. O evento propõe uma metodologia ativa que estimula o autoconhecimento, integração e convivência, elementos fundamentais na missão escolar. “Esses encontros que tem como temática ‘Gente que forma gente’ são essenciais para promover uma educação de qualidade e uma formação integral”, acrescentou a consultora da FDG, Pollyanna Faria.

Nessa 4ª edição as equipes participaram de oficinas que trabalharam a Responsabilidade, o Cuidado e a Solidariedade.  Para o professor de matemática da E.E. Padre João Botelho, Walber Ferreira Cândido, encontros como esses colaboram para o crescimento profissional de toda comunidade escolar.  “Esse dia teve uma grande importância, uma vez que somos sempre chamados a crescer profissionalmente, estar diante de pessoas tão bem instruídas como a equipe do Colégio Loyola vem acrescentar muito na nossa formação”, relatou o professor.

20161119_093002  20161119_102947
Dinâmica de abertura do Dia De Formação – DDF                    Oficina com uma das equipes

 

Para a professora Maria de Fátima Pessoa, da E.E. Presidente Antônio Carlos, o encontro foi uma oportunidade de crescimento profissinal e pessoal. Neste vídeo ela relatou sua experiência sobre o evento.

 

Parceria em prol da educação

Todo esse trabalho faz parte de um convênio de cooperação técnica firmado entre a FDG e o Colégio Loyola, em 2015, com o intuito de unir forças para fomentar o desenvolvimento da qualidade da educação das escolas públicas que são parceiras da Fundação. Nessa parceria, são utilizadas as ferramentas, a estrutura física e o conhecimento do Colégio Loyola. Em contrapartida, a instituição de ensino conta com a expertise e a consultoria de algumas soluções da metodologia de Gestão Integrada da Educação (GIDE), que é aplicada pela FDG.

Fundação de Desenvolvimento Gerencial

Gás total na reta final da preparação para o Enem

Gás total na reta final da preparação para o Enem

Alunos de escolas públicas participam de várias ações para incentivar a preparação para o Enem

Cerca de 8,7 milhões de alunos estão na expectativa para a prova do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio 2016, no próximo final de semana. E a Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG) preparou juntamente com escolas parceiras várias ações para incentivar a preparação dos alunos para a prova. “Assim, conseguimos preparar os alunos para a prova do Enem, de forma tradicional e lúdica para que sejam bem classificados no exame”, destacou Pollyanna Faria, consultora da FDG.

Entre as ações, estão sendo realizadas palestras sobre as oportunidades de entrar nas faculdades e universidades, simulados online por meio do aplicativo AppProva, simulados presenciais, gincanas e painéis informativos. “Nesta semana acontecerá a Gincana do Enem na E.E. Francisco Firmo de Matos. No mês de junho essa gincana foi realizada na E.E. Padre João Botelho e já faz parte do plano de ação pedagógico e do calendário dessas escolas desde 2013”, explicou a consultora.

 

IMG-20161101-WA0001      IMG-20161101-WA0008
E
quipes formadas para a Gincana do Enem na EE Francisco Firmo de Matos

 

O aluno Gabriel Coelho, da E. E. Francisco Firmo de Matos acredita que o Enem pode mudar a vida dele e por isso está muito confiante e compromissado para a prova. “Venho sendo preparado para o exame pela minha escola com dinâmicas parecidas com o exame, como um simulado que tivemos na etapa final onde ficamos quatro horas dentro da sala fazendo cerca de 80 questões. Além disso, com a parceria da FDG a escola proporcionou uma palestra para as turmas com a intenção de nos mostrar a importância do Enem e explicando melhor como funciona o exame”, contou.

Premiação

Outra novidade é a premiação dos alunos das escolas estaduais Padre João Botelho, Francisco Firmo de Matos e Presidente Antônio Carlos que tiveram melhor desempenho na 1ª Gincana on-line por meio do AppProva e organizada pela FDG.  Os alunos serão premiados com produtos eletrônicos na próxima quinta-feira, dia 3 de novembro.

A plataforma já é acessada pelos estudantes para realizar os simulados e possui um banco com mais de 30 mil questões das áreas de Ciências Humanas e suas tecnologias, Ciências da Natureza e suas tecnologias, Linguagens, Códigos e suas tecnologias e Matemática e suas tecnologias possibilitando aos professores avaliarem os resultados de cada aluno, não necessariamente por meio de notas, mas sim pelo desempenho nos conteúdos e dificuldades.

São utilizadas ainda nos simulados questões de provas anteriores do Enem e de outros vestibulares. Além disso, a ferramenta aponta oportunidades de melhoria para cada estudante, em cada disciplina, por meio dos simulados mostrando também onde eles tiveram maior êxito, explicou Pollyanna.

Já utilizado pelo Colégio Loyola para a preparação dos seus alunos para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), o aplicativo é disponibilizado gratuitamente para cerca de 1.500 alunos dessas escolas públicas parceiras atendidas pela Fundação. Somente em 2015, o aplicativo foi utilizado por 1.381 alunos do Loyola, entre 121 simulados realizados por eles, com um total de 47 mil respostas.

 

Fundação de Desenvolvimento Gerencial

Dia de Formação – DDF

Dia de Formação – DDF

Profissionais da educação das escolas parceiras da FDG participam do Dia de Formação para promover uma auto-análise dos seus valores pessoais e da sua missão profissional, buscando a evolução de suas competências e vivências.

 

Acontece nesta manhã de sábado, o 3º encontro do Programa de Formação (DDF), oferecido pelo Colégio Loyola às escolas públicas parceiras da Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG). Com o objetivo de proporcionar às equipes das escolas envolvidas um dia de motivação, identidade e potencialização da missão educativa, o evento propõe uma metodologia ativa que estimula o autoconhecimento, integração e convivência, elementos fundamentais na missão escolar. A ideia é reunir diretores, professores e gestores para um dia de troca de experiências e aprendizado.

 

“O encontro busca ainda proporcionar aos profissionais da educação um dia de integração e de reflexão sobre a formação pessoal. Por meio desse evento é esperado que os participantes realizem uma auto-análise dos seus valores pessoais e da sua missão profissional, buscando uma evolução das suas competências e vivências”, completou a consultora educacional da FDG, Janaína Lopes.

 

Em 2015, o primeiro encontro contou com a participação de duas escolas parceiras: E.E. Padre João Botelho e E.E. Presidente Antônio Carlos. Segundo a consultora, cada encontro conta com a participação de duas escolas, a fim de proporcionar a troca de vivência e experiência, fundamentais para a integração escolar. Este é o segundo encontro de 2016 e já existem outras datas agendadas para os encontros em setembro e novembro. Neste ano, todas as escolas parceiras terão oportunidade de participar.

De acordo com a consultora, o evento é de extrema importância para os profissionais da educação, especialmente para os professores da rede pública. “O propósito é diferente da maioria das capacitações oferecidas para esse público, não existindo uma pauta de conteúdos metodológicos e didáticos. A ideia é fortalecer a atuação das equipes, pois o que se vê nas escolas, em função do cenário difícil que a educação vem atravessando no país, é um grande número de profissionais “desencantados” e que não acreditam no trabalho diário que desenvolvem junto aos alunos. Muitas vezes esses profissionais deixam de se dedicar e de se empenhar, como faziam no início da carreira, por achar que os alunos não têm vontade de estudar, mas na verdade eles são os principais responsáveis por motivar os alunos na busca pelo aprimoramento contínuo em sua vida escolar”, ressaltou Janaína Lopes.

 

20160827_102329
Profissionais das escolas estaduais Duque de Caxias e Helena Pena em umas das dinâmicas de grupo

Parceria em prol da educação

Todo esse trabalho faz parte de um convênio de cooperação técnica firmado entre a FDG e o Colégio Loyola, em 2015, com o intuito de unir forças para fomentar o desenvolvimento da qualidade da educação das escolas públicas que são parceiras da Fundação. Nessa parceria, são utilizadas as ferramentas, a estrutura física e o conhecimento do Colégio Loyola. Em contrapartida, a instituição de ensino conta com a expertise e a consultoria de algumas soluções da metodologia de Gestão Integrada da Educação (GIDE), que é aplicada pela FDG.

Para Maria Helena Godoy, coordenadora dos projetos técnicos educacionais da FDG, as parcerias firmadas acrescentam muito para as escolas e para a Fundação, já que estão todos engajados em melhorar o ensino no país. “Ambos têm consciência que um país só se torna grande por meio do caminho da educação. Esse propósito é o que une escolas e FDG. Percebemos que os gestores das instituições envolvidos nesse trabalho, já conseguem vislumbrar a importância das soluções gerenciais para a resolução dos problemas que se apresentam no dia-a-dia. Dessa forma, apoiados pelas ferramentas utilizadas na metodologia GIDE, conseguem se planejar de forma assertiva nos trabalhos e estabelecer as metas que conduzirão os trabalhos para os fins esperados na educação”.

 

Fundação de Desenvolvimento Gerencial

Alunos de escolas públicas atendidas pela FDG, em BH, terão acesso a uma nova ferramenta educacional de ponta que possibilita o aprendizado da matemática por meio de jogos

Alunos de escolas públicas atendidas pela FDG, em BH, terão acesso a uma nova ferramenta educacional de ponta que possibilita o aprendizado da matemática por meio de jogos

O Gerente de Tecnologia do Colégio Loyola, Bruno Paim, e a Consultora Educacional da FDG, Pollyanna Paulo, concedem entrevista à Rádio Itatiaia para falar sobre essa ferramenta inovadora, o Mangahigh, e sua implementação em três escolas parceiras da Fundação.

AUTO FALANTEOuça a entrevista

Manhã de capacitação para os professores das Escolas Estaduais Duque de Caxias, Padre João Botelho e Francisco Firmo de Matos

Manhã de capacitação para os professores das Escolas Estaduais Duque de Caxias, Padre João Botelho e Francisco Firmo de Matos

Muito se tem discutido sobre a formação dos professores, já que o Plano Nacional de Educação 2014-2024 prevê uma meta para formação inicial e outra para formação continuada. Isso porque o professor preparado tem papel fundamental na vida de seus alunos.

Pensando em melhorar a formação dos professores, a Fundação de Desenvolvimento Gerencial e o Colégio Loyola estão oferecendo, agora pela manhã, por meio do Convênio de Cooperação Técnica, a capacitação “O Lúdico e a Aprendizagem Significativa” para os professores do Ensino Fundamental I das escolas estaduais Duque de Caxias, Padre João Botelho e Francisco Firmo de Matos.

20160813_101907_

Os professores do Colégio Loyola ministram, na capacitação, as seguintes oficinas:

- Letramento: da imaginação a aprendizagem significativa;
- Cric do Grilo: ativando os sentidos para a leitura do mundo;
- Ciranda dos livros e cultura das diferentes pessoas;
- Minas são Muitas: Cultura, Arte e Conhecimento;
- Conquistando Territórios, Ampliando Fronteiras.

O objetivo é auxiliar os professores na elaboração de aulas mais atrativas diante da nova realidade da sala de aula, atuando como mediadores da aprendizagem e promovendo educação de qualidade.

 

20160813_101637
Dinâmica apresentada em uma das oficinas ministradas

 

Inscrições para o Enem 2016 começam hoje –  Veja como alunos de escolas públicas, em BH, usam aplicativo para ajudar na preparação para o exame.

Inscrições para o Enem 2016 começam hoje – Veja como alunos de escolas públicas, em BH, usam aplicativo para ajudar na preparação para o exame.

Alunos das Escolas Estaduais parceiras da FDG utilizarão um aplicativo de prova para se prepararem para o Enem. A ferramenta já é utilizada pelo Colégio Loyola e foi disponibilizada gratuitamente também para os estudantes do ensino médio das escolas atendidas pela Fundação, por meio de Convênio de Cooperação Técnica.

O período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio tem início no dia 9 de Maio, às 10h e vai até às 23h59 do dia 20 do mesmo mês. De acordo com o Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de Novembro. Além disso, o MEC criou uma ferramenta online chamada “A Hora do Enem”, que traz simulados, vídeoaulas, planos de estudo, exercícios e resumos direcionados a prova.

Mas, além desses recursos de estudos oferecidos pelo MEC, os alunos das escolas parceiras da Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG) contam ainda com mais uma ferramenta tecnológica para ajudar na preparação para o Enem. A FDG e o Colégio Loyola firmaram convênio no ano passado e um dos benefícios é o uso do aplicativo App Prova. Já utilizado pelo Colégio Loyola para a preparação dos seus alunos para o ENEM, o aplicativo vem sendo disponibilizado gratuitamente para as escolas públicas atendidas pela Fundação.

Somente em 2015, o aplicativo já foi utilizado por 1.381 alunos do Loyola, entre 121 simulados realizados por eles, com um total de 47 mil respostas. Das escolas da rede pública atendidas pela FDG, até o momento, 931 alunos também se beneficiaram da ferramenta, que foi utilizada ainda, em questões de provas anteriores do Enem e de outros vestibulares. Além disso, o aplicativo aponta oportunidades de melhoria para cada estudante, em cada disciplina, mostrando também onde eles tiveram maior êxito.

 

Capacitação dos professores

Na última semana, a equipe de professores das escolas estaduais parceiras da FDG participaram de um treinamento na plataforma do App Prova, para que possam preparar os alunos. “Essa nova ferramenta ajuda a otimizar o trabalho do professor que conta com um banco de questões onde poderá, a partir de agora, elaborar atividades e simulados para os alunos se prepararem para o Enem. A plataforma gera diagnósticos completos dos alunos”, completa Pollyanna Silva Paulo Faria, consultora da FDG.

Justiça Restaurativa

Justiça Restaurativa

Palestra realizada no último sábado, para educadores das instituições de ensino parceiras da FDG, discutiu os desafios de lidar com os conflitos e a violência nas escolas.

No último sábado, dia 28, a psicóloga Mônica Mumme esteve em Belo Horizonte e realizou palestra sobre os desafios da convivência na escola, para educadores das instituições de ensino parceiras atendidas pela Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG). O evento foi realizado durante a manhã de sábado, no teatro do Colégio Loyola e é fruto do Convênio de Cooperação Técnica entre o Colégioe a FDG, firmado desde o início deste ano.

Vinda de São Paulo para esse fim, Mônica Mumme, além de psicóloga, é professora, consultora e palestrante especializada em mudanças de comportamento e paradigmas e na implementação de novas práticas. “Esta é uma ótima oportunidade para oseducadores entenderem como as “práticas restaurativas” têm auxiliado os gestores escolares nesse momento de desafio para as instituições”, declarou.

Segundo a especialista é preciso pensar na escola como um lugar comum de convivência e qual o papel de cada um na construção de uma cultura de paz. “O desafio de transformar instituições em espaço de convivência ética e pacífica é imenso. Não se pode, de forma alguma, incorrer no erro de excluir nenhum ator que forma esta instituição. Não podemos deixar que uns ditem a outros como devem ser, sentir e reproduzir nas relações a dominação e o poder autoritário que são muitas vezes o primeiro ato violento e banalizado em nossa sociedade”, afirmou Mônica.

Convivência nas escolas

Após a exposição da palestrante, dois ex-alunos do Colégio Loyola fizeram uma apresentação teatral para os convidados relacionado ao tema do evento. A peça foi inspirada na historia infantil “O Patinho Feio” e de forma muito bem humorada e inteligente mostrou a questão do bullying e a dificuldade que muitas crianças enfrentam em fazer amizades quando ingressam em uma nova instituição de ensino.

A manhã de trabalho foi encerrada com um bate-papo entre a palestrante e os convidados, que puderam tirar dúvidas e fazer perguntas para a especialista, que se dispôs a colaborar com os educadores das instituições públicas parceiras para a criação de um “Núcleo para a Paz”, com o objetivo de melhorar a convivência nas escolas e reduzir a violência.

Foto: Divulgação

Fonte: http://www.bheventos.com.br/noticia/12-02-2015-justica-restaurativa. disponível em 09/12/2015

#integraloyola - #fundacaofdg - #gestaofdg - #GestaoNaEducacaoFDG
Palestra: A educação e o desafio de lidar com o conflito e a violência

Palestra: A educação e o desafio de lidar com o conflito e a violência

Num momento em que o mundo todo sofre e lamenta a falta de paz em decorrência da violência, a psicóloga Mônica Mummevem vem a Belo Horizonte, no próximo sábado, dia 28 de novembro, para falar sobre os desafios da convivência na escola. A palestra é destinada às escolas públicas parceiras que são atendidas pela Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG). “É uma oportunidade única para que diretores, supervisores, professores e educadores possam ouvir sobre as “práticas restaurativas” que têm auxiliado os gestores escolares nesse momento de desafio para as instituições”, declarou a palestrante.

 Segundo a especialista é preciso pensar na escola como um lugar comum de convivência e qual o papel de cada um na construção de uma cultura de paz. “O desafio de transformar instituições em espaço de convivência ética e pacífica é imenso. Não se pode, de forma alguma, incorrer no erro de excluir nenhum ator que forma esta instituição. Não podemos deixar que uns ditem a outros como devem ser, sentir e reproduzir nas relações a dominação e o poder autoritário que são muitas vezes o primeiro ato violento e banalizado em nossa sociedade”, declarou Mônica.

 A palestra será ministrada para cerca de 350 convidados no teatro do Colégio Loyola. O evento pretende discutir com os educadores os desafios de lidar com os conflitos e a violência nas escolas e, além disso, como a educação pode ajudar a promover a paz. “Será uma ótima oportunidade de poder compartilhar essa experiência com o público do nosso Projeto”, disse Maria Helena Godoy, coordenadora dos projetos educacionais da FDG.

 Parceria em prol da educação

 Vinda de São Paulo para esse fim, Mônica Mumme, além de psicóloga, também é professora, consultora e palestrante especializada em mudanças de comportamento e paradigmas e na implementação de novas práticas. A especialista foi convidada pelo Colégio Loyola para apresentar o tema para os educadores das escolas públicas parceiras da Fundação, dentro do Convênio de Cooperação Técnica entre o Loyola a e a FDG, firmado desde o início deste ano.

 Um dos objetivos desse convênio é unir forças para fomentar o desenvolvimento da qualidade da educação das escolas públicas que são parceiras da Fundação. “Nessa parceria, serão utilizadasas ferramentas, a estrutura física e o conhecimento do Colégio Loyola. Em contrapartida, a instituição de ensino contará com a expertise e a consultoria de algumas soluções da metodologia de Gestão Integrada da Educação (GIDE), que é aplicada pela FDG”, explicou o Padre Germano Cord Neto, reitor e diretor geral do Colégio Loyola.

Foto: Divulgação

Fonte:  http://www.bheventos.com.br/evento/11-28-2015-palestra-a-educacao-e-o-desafio-de-lidar-com-o-conflito-e-a-violencia. Disponível em 09/12/15.