05 de junho, Dia Nacional do Meio Ambiente

05 de junho, Dia Nacional do Meio Ambiente

Escola Municipal, parceira da FDG, realiza várias ações para celebrar a data e apresenta novidades de um Circuito Ambiental

Hoje, dia 05, é comemorado o Dia Nacional do Meio Ambiente. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 15 de dezembro de 1972, durante a Conferência de Estocolmo, na Suécia. A proposta desta data é chamar a atenção de todos os governos mundiais sobre a necessidade de implantar medidas emergenciais para prevenir a degradação do meio ambiente.

Foi pensando nisso que a Escola Municipal Francisco Magalhães Gomes, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte, inaugurou recentemente um Circuito Ambiental com nascente, lago, criação de peixes, produção de verduras hidropônicas, borboletário, viveiro, entre outras ações. Segundo o diretor da escola Manoel Pantuzzo, toda a comunidade escolar como pais, alunos, professores e funcionários ficaram encantados e envolvidos com o projeto do Circuito. “É uma possibilidade de aprendizado e de despertar o interesse dos alunos por conhecer e manusear o meio ambiente, preservando-o e melhorando-o”.

20170322_103122   20170322_103439 20170322_103821 20170322_105807 20170322_115655 20170322_103832   

Logo após o primeiro mês de existência, o Circuito já ganhou uma estufa para a produção de mudas para as hortas da escola e foi criado ainda um grande pomar com espécies frutíferas. O educador conta que após a iniciativa, todos os professores estão levando seus alunos em “expedições” de conhecimento pelos espaços. “Os alunos vêm demonstrando grande satisfação pelo resultado e por terem sido protagonistas em todas as etapas do projeto”, completou.

O diretor conta que a realização desse projeto só foi possível graças a um prêmio que a escola recebeu após ser inscrita no programa Escolas Sustentáveis. A verba disponibilizada pelo Governo Federal visa incentivar as escolas que apresentam projetos de sustentabilidade e que possam trazer impactos positivos em seus campos de atuação.

Além disso, a Escola é parceira da Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG), que por meio da metodologia de Gestão Integrada da Escola (GIDE) auxilia a instituição com projetos e ações gerenciais. “Com a orientação da FDG é possível organizar e implementar processos internos que nos permitem dedicar tempo a mais tarefas, que visam despertar o interesse dos estudantes pelo aprendizado, pela escola e pelos projetos que propomos”, disse Manoel.

 

Fundação de Desenvolvimento Gerencial

Encontro de Gestores/2017

Encontro de Gestores/2017

Durante a manhã do dia 09 de maio, diretores e vice-diretores das escolas parceiras da FDG participaram, em sua sede, do Encontro de Gestores para a apresentação das novas diretrizes de atuação da Fundação.

Encontro de Gestores_2017_e


Na ocasião, a Profª Maria Helena Godoy, coordenadora técnica de projetos, desenvolveu dinâmica que possibilitou aos gestores identificar as forças propulsoras que maximizam e agregam mais eficiência à implementação dos processos de gestão, com impacto positivo nos resultados das escolas. Nesse contexto, foram identificadas também as forças restritivas, que afastam os gestores de seus objetivos.
Na culminância da atividade, foi elaborado um plano de ação conjunto, que deve ser implementado, visando o fortalecimento das forças propulsoras e o enfraquecimento das forças restritivas.
Os parceiros saíram otimistas e esperam, adotando  técnicas inovadoras de gestão, resultados cada vez melhores.

Mais uma vez, a FDG avança no cumprimento de sua missão em prol de uma educação de qualidade.

 

Encontro de Gestores_2017       Encontro de Gestores_2017_c



Profissionais da educação das escolas parceiras da FDG participaram da última edição do Dia De Formação – DDF/2016

Profissionais da educação das escolas parceiras da FDG participaram da última edição do Dia De Formação – DDF/2016

Diretoras, professores e gestores das escolas estaduais Padre João Botelho e Presidente Antônio Carlos, parceiras da Fundação de Desenvolvimento Gerencial – FDG, participaram hoje do Dia De Formação – DDF. O evento fechou o ciclo de encontros desse ano promovido pelo Colégio Loyola, por meio do convênio de cooperação técnica firmado com a Fundação.

DDF tem o objetivo de proporcionar às equipes das escolas envolvidas um dia de motivação, identidade e potencialização da missão educativa. O evento propõe uma metodologia ativa que estimula o autoconhecimento, integração e convivência, elementos fundamentais na missão escolar. “Esses encontros que tem como temática ‘Gente que forma gente’ são essenciais para promover uma educação de qualidade e uma formação integral”, acrescentou a consultora da FDG, Pollyanna Faria.

Nessa 4ª edição as equipes participaram de oficinas que trabalharam a Responsabilidade, o Cuidado e a Solidariedade.  Para o professor de matemática da E.E. Padre João Botelho, Walber Ferreira Cândido, encontros como esses colaboram para o crescimento profissional de toda comunidade escolar.  “Esse dia teve uma grande importância, uma vez que somos sempre chamados a crescer profissionalmente, estar diante de pessoas tão bem instruídas como a equipe do Colégio Loyola vem acrescentar muito na nossa formação”, relatou o professor.

20161119_093002  20161119_102947
Dinâmica de abertura do Dia De Formação – DDF                    Oficina com uma das equipes

 

Para a professora Maria de Fátima Pessoa, da E.E. Presidente Antônio Carlos, o encontro foi uma oportunidade de crescimento profissinal e pessoal. Neste vídeo ela relatou sua experiência sobre o evento.

 

Parceria em prol da educação

Todo esse trabalho faz parte de um convênio de cooperação técnica firmado entre a FDG e o Colégio Loyola, em 2015, com o intuito de unir forças para fomentar o desenvolvimento da qualidade da educação das escolas públicas que são parceiras da Fundação. Nessa parceria, são utilizadas as ferramentas, a estrutura física e o conhecimento do Colégio Loyola. Em contrapartida, a instituição de ensino conta com a expertise e a consultoria de algumas soluções da metodologia de Gestão Integrada da Educação (GIDE), que é aplicada pela FDG.

Fundação de Desenvolvimento Gerencial

IDEB 2015 confirma o sucesso das escolas parceiras da FDG

IDEB 2015 confirma o sucesso das escolas parceiras da FDG

Nesta última quinta-feira foi divulgado o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), ano base 2015,  principal indicador da qualidade do ensino no país.

Como ocorrido nas edições anteriores do IDEB, as escolas parceiras da FDG que trabalham com a Gestão Integrada Escola obtiveram excelentes resultados, incluindo a Rede Municipal de Caeté, ex-parceira, cujas escolas continuam implementando a Gestão Escolar.

A FDG parabeniza as escolas parceiras pelos resultados alcançados!

Resultados IDEB 2015_A

 

Resultados IDEB 2015_B

Resultados IDEB 2015_C

 

Mais informações, acesse: http://ideb.inep.gov.br/

Escola de BH reduz número de alunos acima do peso

Escola de BH reduz número de alunos acima do peso

Escola de BH reduz em quase 60% número de alunos acima do peso

Escola municipal foi atendida pelo Programa Saúde na Escola, e, entre 2013 e 2016, conseguiu tirar 192 alunos da faixa de sobrepeso

Por Thailor Gonçalves

A Escola Municipal Francisco de Magalhães Gomes, localizada na Vila Clóris, região Norte de Belo Horizonte, conseguiu realizar uma façanha junto aos seus alunos: reduziu em 58% o número de crianças com sobrepeso, entre 2013 e 2016.

A instituição participou do Programa Saúde na Escola (PSE), do Ministério da Educação integrado ao Ministério da Saúde. Dos 689 estudantes que participaram do projeto, 331 tinham o peso acima do ideal, ou 48% do total. Ao final do programa, 192 tinham deixado a faixa de sobrepeso.

“Uma nutricionista da prefeitura elaborou um cardápio com restrições ao consumo de lanches industrializados na escola.Também plantamos uma horta na escola com a ajuda dos próprios estudantes e com o acompanhamento de engenheiros agrônomos da prefeitura”, disse o monitor do PSE em Belo Horizonte, Pedro Henrique da Mata e Silva.

Os alunos ainda auxiliam na colheita dos vegetais e participam de oficinas sobre a importância da alimentação saudável. Tudo o que é colhido na horta é destinado ao preparo da merenda oferecida na cantina da escola.

O programa também faz avaliação oftalmológica dos alunos, medição da pressão arterial e do Índice de Massa Corporal (IMC), avaliação dental anual e campanhas de promoção à saúde para a prevenção dos casos de dengue, vacinação do HPV, orientações sobre saúde sexual e higiene pessoal. Se necessário, o aluno avaliado é encaminhado para tratamento em um posto de saúde.

Foto: Divulgação

SAIBA MAIS

O PSE foi instituído em 2007 e chegou à capital mineira no ano seguinte, com apenas uma escola e um centro de saúde por regional. De lá para cá, já deu um salto no número de escolas atendidas: apenas nos primeiros quatro meses de 2016, 18.017 alunos passaram pelo programa e a meta é terminar o ano com 98 mil crianças de 6 a 14 anos atendidas.

Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG), criada em 1997, dá apoio para implementação dos trabalhos quando procurada pelas escolas, por meio da metodologia de gestão integrada da educação (GIDE). “É feito um diagnóstico acerca das necessidades da escola e, em seguida, montamos um plano de ação, em conjunto com a direção do estabelecimento de ensino”, conta Rosângela Torres, pedagoga e consultora da FDG.

Em Belo Horizonte, outras cinco escolas públicas recebem o apoio da fundação, que também atua em outros municípios da região metropolitana da capital:

  • Escola Estadual Carlos Campos, no bairro Eymard;
  • Escola Estadual Duque de Caxias, no Barreiro;
  • Escola Estadual Helena Pena, no bairro Sagrada Família;
  • Escola Estadual Padre João Botelho, Barreiro;
  • Escola Estadual Presidente Antônio Carlos, no Sion.

Fonte: http://cangurubh.com.br/noticia/saude/escola-de-bh-reduz-em-quase-60-numero-de-alunos-acima-do-peso. Disponível em 13/09/16.