Maria Helena Godoy recebe Medalha JK

Maria Helena Godoy recebe Medalha JK

_MG_4218_ _MG_4193_

Em Diamantina, o governador Fernando Pimentel presidiu uma bela solenidade que condecorou uma série de personalidades com a Medalha JK, cujo patrono é o ex-presidente Juscelino Kubitschek. O mérito cívico é concedido a personalidades mineiras que prestaram serviços de excepcional relevância à coletividade do município, estado ou país. Entre as personalidades agraciadas, destacamos a ilustre professora Maria Helena Godoy, que foi acompanhada por seu marido, o professor José Martins Godoy. (Foto: Rodrigo Godoy e Luísa Lolli, José Martins Godoy e Maria Helena, Raquel Godoy e Guilherme Tolentino – Crédito Luiz Felipe Ribeiro Pereira)

 

Fonte: http://blogdopco.com.br/maria-helena-godoy-recebe-medalha-jk-2/. Acessado em: 19 de setembro de 2017.

Educação para fazer a diferença!

Educação para fazer a diferença!

A ​Cimentos Liz renova convênio com a FDG para, junto com a Secretaria Municipal de Educação, dar continuidade a implementação da Gestão Integrada da Educação (GIDE) em Vespasiano.

A renovação foi matéria dos jornais Vespasiano Em Notícias e Tribuna das Gerais. Leia abaixo.

      Tribuna das Gerais

Dia Mundial da Água: alunos mais conscientes sobre a necessidade de conservar esse bem

Dia Mundial da Água: alunos mais conscientes sobre a necessidade de conservar esse bem

A E.M. Francisco Magalhães Gomes, parceira da FDG, está dando exemplo de como consumir a água com sabedoria. A direção revitalizou uma nascente, e com muito trabalho e campanhas educativas, a instituição conseguiu uma horta que abastece a cozinha, um viveiro de pássaros e um lago cheios de peixes. Assista a matéria.

 

Fonte: http://noticias.r7.com/minas-gerais/mg-record/videos/escola-de-bh-da-exemplo-de-como-consumir-agua-com-sabedoria-22032017. Disponível em 23/03/2017 às 13h34.

Secretaria de Educação lança o Portal Escola Interativa em instituição parceira da FDG

Secretaria de Educação lança o Portal Escola Interativa em instituição parceira da FDG

Plataforma digital dinamiza o processo de ensino e aprendizagem

15 de Fevereiro de 2017 , 17:46
Atualizado em 20 de Fevereiro de 2017 , 13:38

escolainterativa_JB_FDG

Estudantes, professores, gestores escolares e o público em geral têm, agora, mais uma ferramenta para estudo e compartilhamento de conteúdos educativos. A Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais lançou, nesta quarta-feira (15/02), o Portal Escola Interativa, em evento realizado na Escola Estadual Padre João Botelho, em Belo Horizonte. Totalmente gratuita e colaborativa, a plataforma virtual busca dinamizar o processo de ensino e aprendizagem, auxiliando no planejamento e trabalho das competências, habilidades e conteúdos curriculares da Educação Básica nas diferentes áreas do conhecimento.

Realizado em parceria com o Instituto Natura, Instituto Inspirare e Fundação Telefônica/Vivo, o Portal insere-se na proposta de inovação tecnológica da Secretaria de Educação e garante o direito à aprendizagem a todos os estudantes mineiros. “É uma grande oportunidade para a juventude ampliar seus conhecimentos e saberes. Desde 2015, estamos buscando avançar nas políticas de inclusão digital, reestruturando o nosso sistema de gestão escolar, trocando e comprando computadores, pois compreendemos que o direito à educação não está desconectado de outros direitos, como o direito à inclusão digital e à conectividade, que são fundamentais para o avanço educacional”, explica a secretária de Estado de Educação, Macaé Evaristo.

A secretária destacou o caráter colaborativo e democrático da plataforma. “Vamos estabelecer uma grande rede de troca de conhecimento, que a internet nos possibilita, trazendo a experiência e as boas práticas das diferentes escolas da nossa rede estadual. É uma ferramenta que vai conectar os professores de Minas Gerais e de todo o país, que compartilharão seus objetos de aprendizagem, os estudantes poderão rever, em casa, o conteúdo aprendido em sala e os pais poderão apoiar e acompanhar o aprendizado de seus filhos”, relata Macaé.

A plataforma

Com o intuito de formar uma comunidade de aprendizado, o Escola Interativa é fruto do Escola Digital, que está presente em municípios de 20 estados do Brasil, e conta com quase 15 mil objetos digitais de aprendizagem. Segundo Milada Gonçalves, gerente da área de Educação da Fundação Telefônica Vivo, a ideia é contribuir para a melhoria da qualidade da educação. “Queremos colaborar e apoiar processos de inovação educativa por meio de novas metodologias e tecnologias, experimentar um outro olhar para a educação”, ressalta ela, destacando a autonomia proporcionada aos estudantes. “Eles podem conduzir sua própria aprendizagem, seguindo seus interesses, ou seja, não se restringindo a fazer uma pesquisa apenas de uma aula ou conteúdo abordado pelo professor. Os jovens são sedentos por saber, são curiosos e pretendemos, cada vez mais, estimulá-los a aprender e buscar mais conhecimento”, afirma Milada.

Secretaria de Educação e professores conhecem o portal Escola Interativa. Foto: Carlos Alberto / Imprensa – MG
Secretaria de Educação e professores conhecem o portal Escola Interativa. Foto: Carlos Alberto / Imprensa – MG

 

Na página inicial do portal, os visitantes têm acesso às disciplinas curriculares do Ensino Fundamental, do Ensino Médio, da Educação de Jovens e Adultos, Educação do Campo, Educação Especial, Educação Indígena, Educação Quilombola e Educação Infantil, apresentados nas mais diversas mídias – aplicativo móvel, animação, áudio, jogo, infográfico, áudio digital, livro digital, entre outros. “A plataforma irá auxiliar o nosso fazer pedagógico e é um avanço, pois é urgente as escolas repensarem as suas práticas numa perspectiva digital, e uma forma de acompanharmos nossos alunos, que são ávidos por tudo o que a internet oferece”, comenta Eliani França, diretora da Escola Estadual Padre João Botelho.

De acordo com Sara Silveira Andrade, vice-diretora e coordenadora pedagógica da Escola, o portal será incorporado à realidade dos estudantes e professores, principalmente durante as atividades realizadas no laboratório de informática da escola. “Vamos explorar todas as possibilidades da plataforma, desde o conteúdo das disciplinas até os planos de aulas disponíveis”, garante.

Acostumado a utilizar a internet para seus trabalhos escolares, João Paulo Souza, estudante do 2º ano do Ensino Médio, conheceu o Portal Escola Interativa e garantiu que a plataforma mudará a maneira de aprender e estudar. “É uma forma interessante de sairmos da rotina padrão da sala de aula e prenderá a atenção dos alunos, com os jogos educativos, os áudios. Vou divulgar para meus irmãos e amigos”, conta.

Apoio ao professor

Além do conteúdo curricular, o portal possui um espaço para apoio ao professor, que contém material pedagógico, planos de aulas detalhando o planejamento para se desenvolver determinado conteúdo a partir de um recurso digital, além das principais notícias sobre as políticas educacionais do estado. “Essa iniciativa vai aprimorar a maneira como eu e meus colegas atuamos em sala de aula e poderemos, através das ações compartilhadas, contribuir para os processos pedagógicos da escola. Além disso, é uma maneira de ficarmos mais próximos dos estudantes e tornar as aulas mais atrativas para eles”, afirma Érica Mendonça, professora do 5º ano do fundamental da Escola Estadual Padre João Botelho.

Para os professores e gestores, o Escola Interativa ainda oferece, gratuitamente e a distância, o Curso Tecnologia na Educação. Com certificação reconhecida pelo Ministério da Educação e duração de 40 horas, o curso auxilia os profissionais a utilizarem a plataforma no espaço escolar para construção de saberes, resolução de problemas, divulgação e tratamento da informação.

A plataforma será mantida com conteúdo elaborado pela Secretaria de Educação, com material disponível no Portal da Educação e com sugestões de professores e do público em geral. Interessados em colaborar, sugerindo objetos digitais de aprendizagem ou plano de aula, deverão realizar um cadastro prévio na própria plataforma. Após o envio, o material será analisado pela Curadoria do Portal, composta por servidores do órgão central da Secretaria de Estado de Educação, e disponibilizado aos usuários.

Fonte: https://www.educacao.mg.gov.br/component/gmg/story/8624-secretaria-de-educacao-lanca-o-portal-educacao-interativa. Disponível em 21/02/2017.

Boas práticas e mais conhecimento é tema da Feira de Ciências 2016 em escola parceira da FDG

Boas práticas e mais conhecimento é tema da Feira de Ciências 2016 em escola parceira da FDG

E foi assim a manhã do último sábado, dia 5, na EE Carlos Campos, parceira da Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG) desde 2007. A escola que ocupa umas das 5 melhores posições no IDEB, entre as instituições de ensino estaduais de Belo Horizonte, recebeu os alunos e suas famílias para uma manhã cheia de conhecimento.

No final de semana em que os jovens do país participaram do ENEM, os alunos do ensino fundamental I, juntamente com suas professoras, tiveram a oportunidade de apresentar às famílias como a escola se mobiliza para proporcionar aulas mais interativas.

As famílias participaram de experiências concretas de matemática, português, consciência ambiental, higiene e cuidados com a alimentação e saúde durante a Feira de Ciências deste ano.

20161105_080824_

As turmas de 1º ano apresentaram palestras sobre a importância de uma alimentação balanceada e sobre a prática de exercícios físicos. As famílias tiveram acesso a diversas receitas saudáveis, nos livros produzidos pelos alunos, e se deliciaram com uma salada de frutas. “Esse assunto é de fato muito importante e foi um dos focos da ONU em 2016, que solicitou aos principais governantes a definição de medidas efetivas para reverter epidemia mundial de obesidade infantil”, acrescentou a consultora da FDG, Ana Paula Mendonça, que esteve presente na feira.

Os alunos do 2º ano levaram as famílias a uma reflexão sobre como tratamos o meio ambiente. O tema “Bicho livre é bicho na natureza” foi trabalhado por meio de maquetes, quebra cabeças de palavras e produção de textos. Os alunos demonstraram que a conscientização ambiental de massa, só será possível com percepção e entendimento do real valor do meio ambiente natural para a sociedade.

O 3º ano, série em que os alunos precisam consolidar a alfabetização, inseriu as famílias em brincadeiras como bingo e dominó de adição e subtração. Além disso, os grupos familiares foram convidados para uma viagem ao mundo da leitura onde participaram da produção de textos e ainda puderam conhecer os textos produzidos pelos alunos no “Envelope da Leitura”, atividade que as famílias participaram ativamente durante o ano. A leitura permite que a criança desenvolva a criatividade, a imaginação e conheça o imenso universo da cultura.

Imagens Feira de Ciencias C Campos

Já as turmas do 4º ano foram responsáveis por reforçar a conscientização de todos os presentes a respeito de uma questão de saúde pública, a dengue. A doença transmitida por um mosquito é característica de regiões tropicais e subtropicais e está diretamente relacionada às práticas de higiene da população. “É imprescindível a participação efetiva de toda população no combate aos focos de acúmulo de água, que são ambientes propícios para a criação e reprodução do mosquito transmissor Aedes aegypti”, ressaltou Ana Paula Mendonça. Em uma sala totalmente ambientada sobre o assunto as famílias assistiram a um vídeo para aprender como podem ajudar nesse combate.

O 5º ano participou de uma divertida competição de matemática, a “Bola sabida”. Na reta final desses alunos na escola, eles tiveram a oportunidade de mostrar às famílias como a multiplicação e divisão podem ser divertidas e muito fáceis de aprender.

Imagens Feira de Ciencias C Campos_2_

A Gestão Integrada da Escola (GIDE) orienta as escolas parceiras da FDG quanto ao registro dessas e outras práticas pedagógicas bem-sucedidas possibilitando um aprendizado de qualidade focado no desenvolvimento das competências e habilidades previstas na matriz de referência dos anos iniciais. Assim a escola proporciona a aquisição de conhecimento e valores.

Premiação da 1ª Gincana Online AppProva nas escolas parceiras da FDG

Premiação da 1ª Gincana Online AppProva nas escolas parceiras da FDG

Na manhã desta quinta-feira, dia 3 de novembro, a Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG), premiou os alunos que se destacaram na 1ª Gincana Online pelo AppProva, realizada entre os dias 03 e 07 de outubro.

A consultora da FDG, Pollyanna Faria, esteve nas três instituições parceiras participantes para a entrega dos prêmios aos primeiros e segundos lugares de cada escola.

A gincana é mais uma ação proposta pela Gestão Integrada da Escola (GIDE), que objetiva preparar os alunos para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), para que sejam bem classificados no exame. “ Essas ações incentivam os alunos e proporciona uma preparação adequada para que eles alcancem uma boa classificação no Enem que hoje é a porta de entrada para as universidades públicas, além da oportunidade de conseguir bolsas de estudos por meio do Prouni ou do Fies e até mesmo ingressar em cursos técnicos gratuitos oferecidos pelo Sisutec”, destaca a consultora.

A Fundação parabeniza os alunos:

Gabriel Coelho – 1º lugar geral, obtendo a maior nota entre as três escolas participantes e 1º lugar da E.E. Francisco Firmo de Matos.
Gabriela de Lima – 2º lugar da E.E. Francisco Firmo de Matos.

Eduarda Bárbara – 1º lugar da E.E. Padre João Botelho
Lorraine Kathleen – 2º lugar da E.E. Padre João Botelho

Raquel Santana – 1º lugar da E.E. Presidente Antônio Carlos
Shilda Gabrielly Ramalho – 2º lugar da E.E. Presidente Antônio Carlos

 

 

 

 

Fundação de Desenvolvimento Gerencial

 

Dia de Formação – DDF

Dia de Formação – DDF

Profissionais da educação das escolas parceiras da FDG participam do Dia de Formação para promover uma auto-análise dos seus valores pessoais e da sua missão profissional, buscando a evolução de suas competências e vivências.

 

Acontece nesta manhã de sábado, o 3º encontro do Programa de Formação (DDF), oferecido pelo Colégio Loyola às escolas públicas parceiras da Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG). Com o objetivo de proporcionar às equipes das escolas envolvidas um dia de motivação, identidade e potencialização da missão educativa, o evento propõe uma metodologia ativa que estimula o autoconhecimento, integração e convivência, elementos fundamentais na missão escolar. A ideia é reunir diretores, professores e gestores para um dia de troca de experiências e aprendizado.

 

“O encontro busca ainda proporcionar aos profissionais da educação um dia de integração e de reflexão sobre a formação pessoal. Por meio desse evento é esperado que os participantes realizem uma auto-análise dos seus valores pessoais e da sua missão profissional, buscando uma evolução das suas competências e vivências”, completou a consultora educacional da FDG, Janaína Lopes.

 

Em 2015, o primeiro encontro contou com a participação de duas escolas parceiras: E.E. Padre João Botelho e E.E. Presidente Antônio Carlos. Segundo a consultora, cada encontro conta com a participação de duas escolas, a fim de proporcionar a troca de vivência e experiência, fundamentais para a integração escolar. Este é o segundo encontro de 2016 e já existem outras datas agendadas para os encontros em setembro e novembro. Neste ano, todas as escolas parceiras terão oportunidade de participar.

De acordo com a consultora, o evento é de extrema importância para os profissionais da educação, especialmente para os professores da rede pública. “O propósito é diferente da maioria das capacitações oferecidas para esse público, não existindo uma pauta de conteúdos metodológicos e didáticos. A ideia é fortalecer a atuação das equipes, pois o que se vê nas escolas, em função do cenário difícil que a educação vem atravessando no país, é um grande número de profissionais “desencantados” e que não acreditam no trabalho diário que desenvolvem junto aos alunos. Muitas vezes esses profissionais deixam de se dedicar e de se empenhar, como faziam no início da carreira, por achar que os alunos não têm vontade de estudar, mas na verdade eles são os principais responsáveis por motivar os alunos na busca pelo aprimoramento contínuo em sua vida escolar”, ressaltou Janaína Lopes.

 

20160827_102329
Profissionais das escolas estaduais Duque de Caxias e Helena Pena em umas das dinâmicas de grupo

Parceria em prol da educação

Todo esse trabalho faz parte de um convênio de cooperação técnica firmado entre a FDG e o Colégio Loyola, em 2015, com o intuito de unir forças para fomentar o desenvolvimento da qualidade da educação das escolas públicas que são parceiras da Fundação. Nessa parceria, são utilizadas as ferramentas, a estrutura física e o conhecimento do Colégio Loyola. Em contrapartida, a instituição de ensino conta com a expertise e a consultoria de algumas soluções da metodologia de Gestão Integrada da Educação (GIDE), que é aplicada pela FDG.

Para Maria Helena Godoy, coordenadora dos projetos técnicos educacionais da FDG, as parcerias firmadas acrescentam muito para as escolas e para a Fundação, já que estão todos engajados em melhorar o ensino no país. “Ambos têm consciência que um país só se torna grande por meio do caminho da educação. Esse propósito é o que une escolas e FDG. Percebemos que os gestores das instituições envolvidos nesse trabalho, já conseguem vislumbrar a importância das soluções gerenciais para a resolução dos problemas que se apresentam no dia-a-dia. Dessa forma, apoiados pelas ferramentas utilizadas na metodologia GIDE, conseguem se planejar de forma assertiva nos trabalhos e estabelecer as metas que conduzirão os trabalhos para os fins esperados na educação”.

 

Fundação de Desenvolvimento Gerencial

20 de maio: Dia do Pedagogo

20 de maio: Dia do Pedagogo

Especialista fala sobre os desafios dessa profissão, sendo que um dos principais é o domínio das ferramentas gerenciais.

Desde 2010, o Decreto Lei nº 7.264 instituiu no país o Dia do Pedagogo, que é comemorado em 20 de Maio. A data tem como objetivo promover a discussão do papel da família e da escola no desenvolvimento das crianças, delimitando suas responsabilidades. Ser Pedagogo não é apenas ser Professor, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola. É mais do que isso, é ser responsável e saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião. Nas mãos desse profissional concentra-se o futuro de muitos médicos, engenheiros, advogados ou qualquer outra profissão.

O profissional de pedagogia é capaz de atuar tanto em espaços escolares como em outros diversos. A pedagoga Rosângela Torres de Sá, consultora da Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG), explica que no espaço escolar o pedagogo assume um papel importante junto a todos os segmentos, direta ou indiretamente, por meio de práticas educativas direcionadas à transmissão do conhecimento. Ela esclarece que seu ofício consiste em planejar, acompanhar e monitorar o ensino de aprendizagem.

“O Pedagogo é um especialista em Educação que tem como atribuição fundamental difundir conhecimentos no campo Educacional, sendo uma das atribuições mais importantes a de coordenar a elaboração coletiva e acompanhar a efetivação da proposta curricular da escola a partir de políticas educacionais”, completou Rosângela.

O papel do pedagogo como gestor escolar

A especialista ressalta que estes profissionais encontram várias dificuldades no ambiente escolar, sendo que um dos principais desafios é dar um novo conceito ao seu papel de “gerente” no processo de ensino. Ainda segundo a consultora, outro grande desafio enfrentado é a necessidade de que o Pedagogo domine saberes que fundamentem seu fazer pedagógico, ou seja, que dão sustentação ao seu trabalho.

Para ela, um dos saberes essenciais do pedagogo é o domínio das ferramentas gerenciais, que contribui de forma precisa para o trabalho, propiciando condições de atuar de modo mais consistente, promovendo a educação que realmente leva aprendizagem aos alunos.

Fundação de Desenvolvimento Gerencial

Dia da Família

Dia da Família

Neste ano, o evento realizado na Escola Estadual Helena Pena, em Belo Horizonte, teve como tema o combate e prevenção à dengue.

Todos os anos a Escola Estadual Helena Pena, no bairro Sagrada Família, em Belo Horizonte, promove a festa do Dia da Família. Há alguns anos a escola deixou de promover uma festa para o Dia das Mães ou dos Pais e passou a realizar um evento único e sem distinção, já que atende alunos que vivem em diferentes estruturas familiares. Neste ano, devido ao aumento de casos de dengue entre os alunos e funcionários o tema da festa, que aconteceu na manhã do último sábado, dia 7, foi o combate e prevenção ao mosquito Aedes Aegypt.

Durante o evento, os alunos realizaram uma série de apresentações. Os estudantes do 5º ano fizeram uma apresentação teatral para toda a escola, no próprio auditório, sobre o combate à dengue. Já os alunos de 6 e 7 anos, apresentaram uma música sobre o Dia da Família. Na quadra de esportes da escola também houve uma apresentação de Zumba, produzida pela professora de educação física. Além disso, os pais receberam, em sala de aula, os resultados do 1º bimestre dos alunos durante uma reunião com os professores e as mães foram homenageadas pelo seu dia, que foi comemorado no último domingo, dia 8.

Campanha de combate à dengue

A escola atende alunos de 6 a 11 anos, do 1º ao 5º ano, totalizando cerca de 500 estudantes. De acordo com a vice-diretora Sidnea Aparecida, neste ano houve um aumento significativo dos casos de dengue na escola e que vem afastando alunos e professores da sala de aula. “Temos realizado com os estudantes passeatas na região com a distribuição de panfletos para a comunidade. Já os alunos menores fazem rondas diárias na escola para identificar possíveis focos do mosquito. Além das peças de teatro sobre o tema, também foi confeccionado um mural, com a ajuda de algumas mães conscientizando sobre a importância da prevenção à dengue”.

 

A vice-diretora acrescenta que todas essas ações fazem parte do programa ambiental 5S, que foi implantado na escola por meio da metodologia de Gestão Integrada da Educação (GIDE), pela Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG). “O 5S trabalha os cinco sensos para a melhoria do ambiente e também da vida pessoal de toda comunidade escolar, ajudando a formar hábitos saudáveis de vida entre as pessoas”, disse.

 

“A campanha de combate à dengue engloba todos os temas do programa 5S (Utilização/Ordenação/Limpeza/Saúde/Auto-disciplina). Com a utilização, limpeza e ordenação é possível separar os materiais que são úteis dos que não são mais utilizados para evitar o acúmulo de sujeira e água parada, contribuindo para a saúde de todos e a auto-disciplina de manter esse hábito”, afirmou a consultora da FDG na escola, Janaína Lopes.

Inscrições para o Enem 2016 começam hoje –  Veja como alunos de escolas públicas, em BH, usam aplicativo para ajudar na preparação para o exame.

Inscrições para o Enem 2016 começam hoje – Veja como alunos de escolas públicas, em BH, usam aplicativo para ajudar na preparação para o exame.

Alunos das Escolas Estaduais parceiras da FDG utilizarão um aplicativo de prova para se prepararem para o Enem. A ferramenta já é utilizada pelo Colégio Loyola e foi disponibilizada gratuitamente também para os estudantes do ensino médio das escolas atendidas pela Fundação, por meio de Convênio de Cooperação Técnica.

O período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio tem início no dia 9 de Maio, às 10h e vai até às 23h59 do dia 20 do mesmo mês. De acordo com o Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de Novembro. Além disso, o MEC criou uma ferramenta online chamada “A Hora do Enem”, que traz simulados, vídeoaulas, planos de estudo, exercícios e resumos direcionados a prova.

Mas, além desses recursos de estudos oferecidos pelo MEC, os alunos das escolas parceiras da Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG) contam ainda com mais uma ferramenta tecnológica para ajudar na preparação para o Enem. A FDG e o Colégio Loyola firmaram convênio no ano passado e um dos benefícios é o uso do aplicativo App Prova. Já utilizado pelo Colégio Loyola para a preparação dos seus alunos para o ENEM, o aplicativo vem sendo disponibilizado gratuitamente para as escolas públicas atendidas pela Fundação.

Somente em 2015, o aplicativo já foi utilizado por 1.381 alunos do Loyola, entre 121 simulados realizados por eles, com um total de 47 mil respostas. Das escolas da rede pública atendidas pela FDG, até o momento, 931 alunos também se beneficiaram da ferramenta, que foi utilizada ainda, em questões de provas anteriores do Enem e de outros vestibulares. Além disso, o aplicativo aponta oportunidades de melhoria para cada estudante, em cada disciplina, mostrando também onde eles tiveram maior êxito.

 

Capacitação dos professores

Na última semana, a equipe de professores das escolas estaduais parceiras da FDG participaram de um treinamento na plataforma do App Prova, para que possam preparar os alunos. “Essa nova ferramenta ajuda a otimizar o trabalho do professor que conta com um banco de questões onde poderá, a partir de agora, elaborar atividades e simulados para os alunos se prepararem para o Enem. A plataforma gera diagnósticos completos dos alunos”, completa Pollyanna Silva Paulo Faria, consultora da FDG.

12